n Ribeira do Lajeado -
Canyons > Ribeira do Lajeado

Presença de Levada que controla o caudal

Ribeira do Lajeado

Curso de água: Ribeira do Lajeado  (Calheta)


Aberto por Parcialmente por Cristina Santos, Izamberto Silva, Rui Dantas em 1994
Reequipado por Antoine Florin F. Meyer, S. Présumey, D. Rodier, D. Bayon em Setembro de 2000 e Maio de 2004

Acesso:

Existem várias formas de aceder a este canyon. A forma mais rápida é deixar um carro em #3 (largo) e descer um pequeno trilho que dá acesso à Levada do Pico da Urze, perto da sua nascente. Siga a levada por cerca de 250m e desça pelo trilho mal marcado que se encontra à direita #4 (15 min. a pé desde o carro).

Se dispuser apenas de um carro poderá deixá-lo perto da descida para o Rabaçal #1 e seguir a Levada do Alecrim até à sua nascente (Lagoa da Dona Beja) começando então em R2 (50 min. a pé desde o carro).

Saída:

Após a Grande vertical de 120m existem alguns ressaltos que não são de grande interesse, saia pela direita por um trilho que dá acesso à levada das 25 Fontes e siga pela esquerda. A saída mais fácil será passar o grande túnel que dá acesso á Calheta, perto de um local de churrasco onde deverá deixar o seu carro #2. Se pretender subir pelo Rabaçal pode seguir sempre a pé ou apanhar a carrinha que está constantemente a fazer este percurso (pago) que o irá levar de novo ao ponto de partida #1.

Se abandonar o canyon antes das grandes verticais é preferível subir pelos trilhos até à Levada do Alecrim e ir novamente para o ponto de partida #1.

Após a 1 grande vertical (Lagoa do Vento) poderá subir e depois optar por continuar a subir para a Levada ou seguir pela direita em direção à casa do Rabaçal.

Observações:

  • Se evitar as duas grandes cascatas  finais, o canyon tem apenas dificuldade vertical 2.
  • Os primeiros ressaltos podem ser saltados ou utilizadas amarrações naturais (verificar sempre a profundidade).
  • Além das escapatórias, a orografia da ribeira permite descidas com algum caudal (Inverno).


Aproximação:15min
Percurso:4h 15min
Regresso:40min
Altitude início:1360m
Altitude fim:1000m
Extensão:1870m
Rapéis:12
Cascata mais alta:120m
Corda mínima (x2):70m
Dificuldade vertical:5 - Difícil
Dificuldade aquática:  4 - Algo difícil
Dificuldade saída:II - Fácil
Ligação carro:3km

Coordenadas:


Croqui:

croqui ribeira do lajeado

Não se iniba em deixar um comentário sobre a sua descida. Mantenha a comunidade informada e em segurança!

Feel free to leave a comment on your descent. Keep the community informed and safe!

6 Comentários

  1. Descent on 19. October 2020
    Only the upper part from the suource until the big waterfalls.
    The descripted acces to the parking spot #3 is not possible at the moment due to work on the water reservoir. The dirt road is closed by a locked chain. During working hours, the access is possible but forbidden, don´t go there, because the workers don´t like you to enter and after finishing their work, they will close the chain to avoid theft of material and machines.
    And the road to the tunnel (parking at te Barbecue (#2)), is also closed for road work.
    Park at
    32°45’44.5″N 17°05’58.9″W
    32.762356, -17.099691
    which is river right.
    Follow the dirt road to the west for about ten inutes, until a good path through the vegetation leads to the first rappel, equipped with a fixed rope (not on the scetch).
    The exit path before the big drops is about 25 meters before the drop, on the left bank. A steep and small path, after a few meters you find an old knotted rope, that helps to climb up a step. Than follow the path until the Levada. Now to the left (directon river upwards). Always stay on the wide path, there is one smaller path (after 15 minutes) to the left, that leads back to the middle of the canyon.
    For the return to the car, you follow the Levada until the river bed, cross the river on the betonized dam and find a small path on the other side. Follow this path to the east, until you reach the dirt road and finally the car.
    Acces 20 minutes, return one hour.
    The flow was good, but after the dam, all pools where completly brown, so jumping was not possible. Walking in the water was very demanding, because we couldn´t see the ground with all the rocks.
    Overall quite a lot of walking for only few rappels almost all in dry. Better bring the long ropes for the big waterfalls!
    I did some “gardening”, especially on the return path…

  2. Francisco Antão 16 Outubro, 2020

    Feita a 15 de Outubro (apenas até R6) ancoragens todas ok, todos os saltos ok, caudal fraco mas a correr.

  3. Peter silva 28 Maio, 2020

    Feito dia 28 maio 2020. Caudal fraco, descido apenas lagoa do vento e risco. Material todo oparacional entre a r11 e a r12 existe na margem esquerda uma urze tombada de dimensões grandes risco de queda. Sugiro próxima equipe que lá for que tente tirar para nao comprometer a segurança de quem está na r12.

  4. Descido integralmente em Novembro de 2019.
    Derrocada na cabeceira de R4, algum vestígio de lama ao longo do percurso.
    Equipamento em bom estado.

  5. Descido dia 22-06-2017.
    Devido às obras a levada da urze e a levada do alecrim então fechadas, ficando todo o débito dentro do canyon. Atenção ao forte caudal principalmente em R3.

  6. Plaquetas da R4 substituidas. No lugar dos maillons agora encontram-se argolas que facilitam a recuperacao da corda. De qualquer maneira convem na mesma ter em atencao a nao colocacao da corda na fenda.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*