n
Canyons > Ribeira Seca ou do Paul (Inferior)

Ribeira Seca ou do Paul (Inferior)

Curso de água: Ribeira Seca ou do Paul (Calheta)


Aberto por Pedro Pacheco e Jorge Vaz em Março de 2001

Acesso: Deixar o carro em #1 junto ao Hotel Jardim Atlântico o Percurso Recomendado que liga esta unidade ao Paúl do Mar. Em #2 vire à direita por um trilho menos marcado, passe o túnel que tem cerca de 30 metros e saia do trilho logo depois, para aceder ao primeiro rapel à esquerda do trilho.
Poderá também optar por realizar com apenas uma viatura, deixando o carro em #3 e subir em sentido inverso até #2, são cerca de 400m de desnível.

Saída: É possível sair junto a uma ponte que evita os últimos dois rapeis. Se realizar o canyon até ao final, terminará junto ao estacionamento #3 ao nível do Mar.

Observações: 

  • O Equipamento é em muitos rapeis de apenas um ponto, outros rapeis foram descidos em árvores, pelo que os praticantes que pretendam realizar esta descida devem levar equipamento para reequipar.
  • Após R4 deverá ser instalado um fracionamento cerca de 10 metros mais a baixo para ajudar na recuperação da corda.
  • R7 Terá de ser alterado, instalar aproximação e fracionamento na margem direita.
  • R8 foram encontradas cordas de nylon que evidenciam que é possível chegar aqui a pé, não nos foi possível confirmar essa possibilidade.
  • No verão este canyon chega a secar, no inverno pode contar com caudais fortes que podem complicar a descida em alguns rapeis.
Aproximação:20min
Percurso:3h 30min
Regresso:2min
Altitude início:370m
Altitude fim:5m
Extensão:650m
Rapéis:12
Cascata mais alta:100m
Corda mínima (x2):90m
Dificuldade vertical:5 - Difícil
Dificuldade aquática:  4 - Algo difícil
Dificuldade saída:II - Fácil
Ligação carro:10.6km

Coordenadas*:


Croqui:

croqui ribeira seca ou do paul inferior

Não se iniba em deixar um comentário sobre a sua descida. Mantenha a comunidade informada e em segurança!

Feel free to leave a comment on your descent. Keep the community informed and safe!

Um Comentário

  1. Descido a 23-03-2017
    Equipamento utilizado na exploração em 2001 foi praticamente todo destruído. Não foi possível realizar um equipamento completo de todos os rapeis, sendo alguns improvisados em árvores ou pontos únicos.
    O caudal era médio/forte mas com alguma sujidade.