n
Canyons > Ribeira dos Agriões

Ribeira dos Agriões

Curso de água: Ribeira dos Agriões (São Vicente)


Aberto por Antoine Florin e François Meyer em Setembro de 2000.
Reequipado por Filipe Ferreira, Luís Freitas, Ricardo Freitas e Tiago Freitas em Março de 2015

Acesso:

Tem de aceder ao Paúl da Serra perto de uma curva junto às casas da Bica da Cana #1. Nesta zona tem início um percurso que desce do lado esquerdo muito bem sinalizado. Depois de descer é necessário virar à esquerda #2 novamente para encontrar o início 200m mais à frente. A parte inicial está um pouco tapada pela vegetação, procure um anel de corda após alguns destrepes que marca o primeiro rapel de 10m.

Saída:

O final do canyon corresponde à levada do Norte. Se optar por seguir pela direita irá em direção à Encumeada onde deverá deixar o segundo carro. Existe então uma longa caminhada plana e depois uma grande ligação de carros visto a estrada que liga a Encumeada à Bica da Cana estar encerrada.

Alternativamente poderá sair pela esquerda se tiver deixado um veículo todo o terreno na estrada das Ginjas junto a #3.

Se tiver apenas um carro,  deverá caminhar até #3, subir pelo estradão, virar à esquerda em #4 e regressar ao topo da Bica da Cana. São cerca de 6.5Km em subidas moderadas que demorará cerca de 1h e 45min.

Observações:

A meio do canyoning existe uma levada pela qual poderá sair tanto pela margem direita como pela esquerda, sendo que a parte mais interessante do canyoning é a parte inferior.

Aproximação:15min
Percurso:3h
Regresso:1h 45min
Altitude início:1470m
Altitude fim:1000m
Extensão:950m
Rapéis:15
Cascata mais alta:48m
Corda mínima (x2):50m
Dificuldade vertical:2 - Fácil
Dificuldade aquática:  1 - Bastante fácil
Dificuldade saída:III - Moderado
Ligação carro:0km

Coordenadas:


Croqui:

croqui ribeira dos agrioes

Não se iniba em deixar um comentário sobre a sua descida. Mantenha a comunidade informada e em segurança!

Feel free to leave a comment on your descent. Keep the community informed and safe!

4 Comentários

  1. Descido a 24-09-2016
    O caudal era fraco,o afluente triplica o caudal depois da lecada
    Algumas amarraçoes subtituidas e deixadas sem mailon (gastamos os que tinhamos)
    Em R14 a plaqueta em mau estado

  2. Author

    A segunda parte é a mais interessante. Aconselhamos vivamente =)

  3. Descido parcialmente por MADCAN a 3-4-2015. Alguma dificuldade em encontrar a entrada do canyon devido à existência de varias linhas de agua no local. Convém levar as coordenadas GPS. As amarrações estavam ok. Devido a termos demorado um pouco no inicio, em especial no troço entre R2 e R3, tivemos de sair na levada velha do Caramujo devido à pouca luz. Teremos de voltar para fazermos o canyon integralmente.

  4. Descido a 14-03-2015. O Caudal encontrava-se fraco mas corria durante todo o canyon. Todas as amarrações naturais foram substituídas (cordas e maillons). R 14 uma das plaquetas está danificada e não pôde ser substituída.